Imposição e foco, as palavras-chave da vitória contra o Santos

julho 10, 2021 0 Notícias

Um jogo em que a imposição foi fundamental para conseguir a vitória. Foi assim que o auxiliar João Martins definiu o resultado positivo contra o Santos. Para ele, a superioridade do primeiro tempo foi decisiva para que o time impusesse a sua qualidade e oferecesse a oportunidade controlar melhor o jogo no segundo tempo. Abel Ferreira não ficou no banco por causa de uma sentença do STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) que o suspendeu por causa da expulsão no jogo da Supercopa do Brasil, contra o Flamengo.

“Sabemos que cada jogo tem uma história, sempre que conseguimos superar o adversário na primeira etapa é mais fácil de gerir. Mas até o último minuto tivemos de nos manter focados e saber jogar com o ritmo do jogo. Isso mostra maturidade”, afirmou Martins na entrevista coletiva após o jogo. “Sabíamos que o Santos teria mais posse de bola do que nós porque muitas vezes não é vertical. O que não queríamos era abrir o nosso bloco. Na segunda etapa, nós tivemos oportunidades, mas faltou eficiência. Tentaremos ser um pouco mais eficientes.”

Afinadíssimo com o chefe, Martins citou a palavra foco várias vezes. “Cada jogo tem uma história, sempre que a primeira parte, como neste caso, conseguimos pressionar o adversário é mais fácil depois de gerir, mas os jogos nunca estão resolvidos e viu-se hoje. Temos de ficar concentrados até o último minuto e saber jogar ao ritmo dos jogos. Isto mostra maturidade.”

267770cookie-checkImposição e foco, as palavras-chave da vitória contra o Santos

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *