Crise na CBF e postura do Flamengo estão inviabilizando a Liga de Clubes

Crise na CBF e postura do Flamengo estão inviabilizando a Liga de Clubes

agosto 6, 2021 1 Notícias

O esforço do Flamengo pra implodir a Liga de Clubes é grande e mostra que não existe, no curto prazo, possibilidades de um real entendimento para mudanças importantes no futebol brasileiro. A crise na CBF é considerada o fator ideal para mudar muita coisa, mas interesses privados e específicos estão minando a iniciativa.

Não é de todo surpreendente, já que o Flamengo, junto com o Corinthians, implodiu o Clube dos 13 quando decidiu negociar separadamente os valores de cotas de TV anos atrás. Em seguida, peitou a Federação Carioca para impor a maioria de suas vontades em âmbito estadual.

Como raramente é contrariado no STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva), muitos analistas veem uma certa “falta de interesse” dos flamenguistas em juntar forças para discutir realmente o futebol brasileiro.

O episódio vergonhoso da ida ao STJD para permitir jogos com público só reforçou essa teses, provocando uma reação indignada dos clubes paulistas sob liderança do Palmeiras.

O Flamengo alega que a reunião do Conselho Técnico da CBF, em março, não estabelecia prazos, limites ou restrições quanto à volta de torcida nos estádios, no que é rebatido pelos demais clubes, que garantem que houve acordo para que a o público pudesse retornar ao mesmo tempo em todos os lugares do Brasil.

O colunista Rodrigo Mattos, do UOL, publicou o texto resultante da reunião – que deixa margem para muitas dúvidas e quase nenhuma certeza. Será que o Flamengo quer mesmo uma Liga de Clubes?

Essa iniciativa também está xeque por conta da indefinição política e administrativa CBF. Com o presidente Rogério Caboclo afastado por acusações de assédio sexual e moral contra funcionárias (ele nega as acusações) e a própria eleição de 2018 contestada e anulada na Justiça comum, a liga está paralisada.

A própria CBF nunca se entusiasmou com a ideia, apesar de, aparentemente, dar o seu apoio de forma protocolar. Como Caboclo não deve voltar ao poder, a eleição do novo presidente certamente terá a liga como importante ponto de promessas e discussões. Dependendo das “promessas” de campanha, as chances de ela existir diminuem.

E aí entra novamente a influência dos dirigentes do Flamengo em todas as altas esferas do futebol brasileiro. Com forte agenda individualista, os cariocas podem se sentir fortalecidos na eleição para terem reivindicações exclusivas atendidas, como alterações de calendário que não têm o apoio dos demais clubes.

Ou os clubes se reúnem de forma urgente antes da eleição da CBF para reerguer a liga e neutralizar o poder do Flamengo ou teremos uma terra de ninguém, onde os mais influentes (não necessariamente os mais fortes) continuarão dando as cartas.

280610cookie-checkCrise na CBF e postura do Flamengo estão inviabilizando a Liga de Clubes

1 comentário em “Crise na CBF e postura do Flamengo estão inviabilizando a Liga de Clubes

  • Jango
    agosto 7, 2021
    Responder

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *