Domínio brasileiro na Libertadores irrita demais federações sul-americana

Créditos: Cesar Greco

Domínio brasileiro na Libertadores irrita demais federações sul-americana

agosto 14, 2021 0 Notícias

O domínio brasileiro na Libertadores está irritando as demais federações que compõem a Conmebol. Na edição atual, cinco dos oito clubes das quartas-de-final são brasileiros, sendo possível que as semifinais tenha quatro clubes do país, o que seria inédito.

Em 2020, Palmeiras e Santos fizeram a final no Maracanã. Em 2005 e 2006, as finais também foram brasileiras. Segundo o jornalista Marcel Rizzo, do UOL, em reunião nesta semana, por videoconferência, dirigentes sul-americanos chegaram a sugerir mudanças nas regras para 2022.

A proposta era voltar às restrições anteriores: proibição de final com times de mesmo país ou até mesmo a redução de vagas para Brasil e Argentina. Foram rejeitadas pela direção da Conmebol.

O que mais irrita as demais federações é que nem mesmo às oitavas e às quartas os times dos países estão alcançando. O Brasil teve nesta edição seis dos 16 times das oitavas-de-final e esteve perto de colocar todos nas quartas, o que não ocorreu por causa da desclassificação do Internacional frente ao Olímpia, do Paraguai.

As forças de clubes como Palmeiras e Flamengo, os dois últimos campeões, são citadas como exemplos do amplo domínio brasileiro. dirigentes de outras federações prometem voltar á carga por mudanças.

282950cookie-checkDomínio brasileiro na Libertadores irrita demais federações sul-americana

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *