Abel iguala série sem vitórias da era Luxemburgo

Créditos: Cesar Greco

Abel iguala série sem vitórias da era Luxemburgo

agosto 23, 2021 0 Notícias

Um time sem alma, desinteressado e com poucas opções de jogadas. O filme é o mesmo de quase um ano atrás, na mais sombria fase do tempo do treinador Wanderley Luxemburgo, demitido após uma humilhante derrota por 3 a 1 para o Coritiba em casa – time que seria rebaixado ao final do Brasileiro 2020. na ocasião eram quatro jogos sem vitória.

A mesma situação se repete após a derrota vexatória, em casa, para um time que provavelmente será rebaixado. O Cuiabá evidenciou todos os erros técnicos e táticos que o Palmeiras apresenta em todos os jogos: meio de campo sem criatividade, atacantes que marcam muito, mas não rendem na frente, distância enorme entre meio de campo e ataque. Desentrosado, parece um time que não treina, ou treina mal.

A série de jogos sem vencer começou com um empate diante do rival São Paulo, no Morumbi, por 0 a 0. Depois, o Verdão foi derrotado pelo Fortaleza, por 3 a 2, em casa, de virada.

O time de Abel Ferreira também foi ao Mineirão e saiu derrotado pelo Atlético Mineiro, por 2 a 0. Por fim, neste domingo, mais um revés, agora contra o Cuiabá, novamente por 2 a 0, novamente em casa.

Nos dois empates com o São Paulo o mau futebol saltou os olhos, e a ilusória vitória sobre o tricolor na Libertadores mostrou que o Palmeiras é um time reativo, mas que tem dificuldades imensas de criar e propor o jogo.

Pressionado contra o São Paulo pela Libertadores, o time verde optou por uma estratégia conservadora e se preocupou quase que obcecadamente em limitar os espaços do adversário, assim como tinha feito contra o River Plate em Buenos Aires. Contou a pouca inspiração dos adversários e conseguiu placares elásticos no contra-ataque. Quando o adversário acordou, no segundo jogo contra o River Plate, o Palmeiras foi vergonhosamente dominado e quase goleado.

Abel Ferreira ainda tem dificuldades para explicar essa oscilação preocupante e que, justificadamente, coloca seu trabalho em dúvida. Teve duas semanas cheias para ajustar o time, exatamente o período sem vitórias no Brasileiro e da vitória na Libertadores. O foco total no São Paulo gastou a bola toda?

Haverá mais tempo para treinos nas próximas semanas antes dos encontros contra o Atlético-MG pela Libertadores, mas algo indica que o elenco do Palmeiras não parece tão “inspirado” para buscar a recuperação no Brasileiro. Na atuação situação, o quarto lugar é o máximo que o time pode almejar neste campeonato.

285670cookie-checkAbel iguala série sem vitórias da era Luxemburgo

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *