Weverton lamenta gol indefensável e evita analisar mais uma atuação ruim do Palmeiras

Créditos: Cesar Greco

Weverton lamenta gol indefensável e evita analisar mais uma atuação ruim do Palmeiras

setembro 25, 2021 0 Brasileiro 2021, Notícias

Weverton foi um dos pouquíssimos destaques do time verde contra o Corinthians (FOTO: CESAR GRECO/PALMEIRAS)

Sem vontade, sem competência e taticamente perdido. A derrota por 2 a 1 para o Corinthians em Itaquera explicitou todos os defeitos de um time que desmoronou ao longo da temporada e que não consegue mais se impor. Pior, foi dominado na maior parte do jogo por um time que é reconhecidamente frágil.

Ao final do jogo, o goleiro Weverton evitou analisar a atuação da equipe – não tinha o que analisar em um jogo bem ruim do Palmeiras, na verdade – e preferiu dar os méritos ao atacante Roger Guedes, autor dos gols corintianos, com um chute indefensável no segundo, e que teve toda a liberdade do mundo para criar, drilblar e chutar.

“Foi um chute difícil, forte e colocado. Não dava para defender. Foi um resultado muito ruim, mas temos que pensar agora na terça-feira e ir buscar a classificação para a Libertadores”, disse o goleiro.

Diante da fragilidade do sistema de marcação palmeirense e dos erros defensivos durante todo o jogo, todos os temores do mundo são compreensíveis para a partida contra o Atlético-MG. Com time misto ou com time principal, os erros são os mesmos, assim como a falta de inteligência e de criatividade.

A liberdade absurda que os meias corintianos tiveram suscitam algumas perguntas: será que alguém da comissão técnica ou algum jogador assistiu a algum jogo recente do Corinthians? Por que Roger Guedes teve tanta liberdade para driblar, criar e armar? quem devia marcá-lo? Se o Palmeiras foi incapaz de conter um time mediano, como será capaz de superar aquele que sobra no país?

292550cookie-checkWeverton lamenta gol indefensável e evita analisar mais uma atuação ruim do Palmeiras

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *