Opinião: bem-vinda Leila; vai com Deus Galiotte

Opinião: bem-vinda Leila; vai com Deus Galiotte

novembro 21, 2021 10 Diretoria Executiva, Governança, Notícias, Opinião

Por Vicente Criscio

Enquanto o Palmeiras jogava (e perdia mais uma) em Fortaleza Leila Pereira era eleita presidente do Palmeiras na Rua Palestra Italia.

Desfecho de uma ópera que começou anos atrás quando Mustafá Contursi “encontrou” em alguma caixa perdida em seu escritório uma incrisção de associada antiga de Leila Pereira.

O Processo

A Presidente da então patrocinadora passou por atalhos, virou conselheira, e sempre com bastante apetite, cooptou aliados quando lhe convinha, brigou com eles quando não era mais conveniente tê-los a bordo, lutou com unhas e dentes para passar uma emenda de três anos de mandato para presidente e assim asfaltou seu caminho para suceder Maurício Galiotte ao final de 2021. E eis que chegou o grande dia.

Parabéns!

Além do mérito do plano bem traçado e executado, há o inegável mérito de ter articulado muito bem os aliados de momento, seduzindo cada um com aquilo que cada um queria ouvi, fosse o que fosse, além de entender bem que para ser presidente no Palmeiras precisa “ganhar” o conselho e o clube social.

E o fez muito bem. O que se viu nos dois últimos anos no clube social com distribuição de pipocas, sorvetes, música no fim de semana, distribuição de presentes nas datas comemorativas, tudo associado à Crefisa/FAM e mais recentemente à chapa Leila/100, fazia parte de uma estratégia de ligar o nome à marca.

E neste sábado, dia 20 de novembro, não foi diferente. Tudo era Leila Pereira Chapa 100. Do carrinho de pipoca ao telão da área ao lado do Café 1914. Inclusive com oferta de estacionamento abonado para quem fosse votar na eleição para Presidente. Digamos que tudo isso ultrapassa o limite do bom senso.

Mas no país da polarização, onde ter opinião é quase um crime, cuidado com o que você pensa. Conselheiros que estavam em desacordo com essa prática calavam-se, num silêncio constrangedor, ou murmuravam entre grupos de whatsapp. Do que temos medo?

A Oposição

Não há UMA oposição hoje no Palmeiras. Há grupos desgovernados cada um pensando no seu umbigo ou no seu ídolo escondido em algum lugar do mundo.

E não pense você querido leitor que sou um oposicionista ou um “ista” qualquer desses acima. Não sou! Acredite em mim. Defendo apenas que num momento tão importante para o futebol brasileiro e para o Palmeiras, um candidato que debatesse ideias e projetos com Dona Leila seria absolutamente fundamental para que cada um expusesse ideias e compromissos.

Afinal: o que pensariam os eventuais candidatos sobre a Lei do mandante? sobre a Liga? sobre a CBF? e sobre a Sociedade Anônima do Futebol? Dona Leila disse recentemente que é contra, afinal disse ela que o Palmeiras é “de seus torcedores”?

É mesmo? De que forma ele é de seus torcedores? Afinal de contas hoje ele é de cerca de 9 mil sócios, onde 6 mil são adimplentes, e onde nesse sábado 2.141 sócios foram ao clube para votar, mesmo depois de uma caríssima campanha. E mesmo assim, 244 (mais de 10% dos votantes) saíram de casa embaixo de chuva para dizer que não votariam nela, mesmo sendo a única opção. Esse é o Palmeiras dos 16 milhões de torcedores? Portanto, o discurso da agora Presidente de que o Palmeiras é de seus torcedores não bate com a realidade.

Danilo Lavieri em sua coluna desse domingo foi preciso e vale a pena ler (clique no link https://www.uol.com.br/esporte/colunas/danilo-lavieri/2021/11/20/lavieri-eleicao-de-leila-no-palmeiras-reforca-carencia-de-oposicao-forte.htm . O Palmeiras necessita de uma oposição forte para gerar o debate de alto nível e cobrar respostas e posicionamentos a esses e outros temas.

Gestão

E sobre gestão? Quem serão os gestores? A julgar pela escolha dos seus vices, Dona Leila quis manter o braço direito de Maurício Galiotte, Sr. Paulo Buosi, que admnistra com muita competência as alianças políticas da SEP. Hoje o Conselho Deliberativo e o Conselho de Orientação e Fiscalização é todo da situação muito pelo seu mérito.

Leila indicou ainda para outras duas vice presidências duas mulheres que possuem muita entrada no clube social. Com isso aparentemente pretende manter força no “curral eleitoral”. E e alguém ligado à Mancha Verde. Pronto. Serviço completo.

Mas voltamos à pergunta: e a gestão?

Quem se diz próximo a ela afirma que ela trará mudanças no marketing (que marketing?) e um gestor “like” Mattos. Lembrando que qualquer Super Gerente (Barros, Mattos, Brunoro, para ficarmos nos últimos) não se diferenciam em nada dos modelos das últimas gestões. Mattos por exemplo não tinha poderes para comprar um lápis sem autorização do Presidente. Portanto não há profissionalização de verdade nem mudanças de “governança” sem uma profunda mudança estatutária. E isso não ocorrerá se não vier de cima para baixo. será a mesma do século passado.

Expectativa x realidade

O torcedor tem uma enorme expectativa da gestão Leila Pereira. Alguns colocam nas redes sociais e mesmo nos comentários do 3VV que esperam que Leila “injete dinheiro para trazer jogador A ou B”.

O torcedor precisa entender que Leila Pereira Presidente do Palmeiras não é a mesma pessoa nem tem os mesmos poderes que a Leila Pereira Presidente da Crefisa. Portanto não se deve esperar que a Presidente da Crefisa colocará dinheiro no Palmeiras. Isso não existe.

Repito: isso não existe!

Qualquer entrada de dinheiro externo ao Palmeiras tem que ser por competência da administração do Palmeiras – receitas de marketing, patrocínio, ou até mesmo capitalização num outro formato societário, o que seria assunto para outro post. Mas não se pode esperar que a gestão de Leila Pereira vai “arrumar” dinheiro para trazer o Cavani ou quem quer que seja. Nem mesmo se pode esperar que a Presidente do Palmeiras vai negociar com a Presidente da Crefisa para aumentar a cota de patrocínio. Ou que a Presidente da Crefisa vai emprestar dinheiro ao Palmeiras?

Percebem como isso é complexo? Daí vem a questão da Governança que muitos pedem. Como será a relação com a Crefisa? O contrato por exemplo que está vigente é de 3 anos. E se a Dona Leila resolver não ser mais presidente daqui a 3 anos. Como será o processo de renovação com a Crefisa? Quem vai negociar pelo Palmeiras? Quem vai acompanhar? O COF? O Diretor de Marketing, contratado ou nomeado por ela?

São temas que Leila Pereira patrocinadora não precisava responder, pois estava na confortável posição de patrocinadora onde podia alegar não ter ingerência nas questões administrativas do time. Mas a partir de 15 de dezembro de 2021 Leila Pereira Presidente do Palmeiras terá obrigação de responder.

De qualquer forma, Leila lutou muito por esse momento. Deve ter se preparado para isso. É competitiva e ambiciosa. Vai querer ganhar e deixar um legado de sucesso. Tem um modelo mental de empresária vitoriosa. Mas precisa ainda entender o clube que está, a história de nossa instituição, e principalmente a complexidade que é a gestão de um clube como o Palmeiras.

Pegará um time “se os astros quiserem” campeão da Libertadores, mas com muitas necessidades de reforços e troca de elenco. Com desafios financeiros e de gestão. Com muitos aliados querendo um espaço na gestão. E com apoio de conselheiros na grande maioria, do COF e da torcida Organizada. Tem a faca e o queijo na mão para fazer uma boa gestão. Mas será cobrada, se possível com uma nova oposição, construtiva, inteligente e que cobre resultados e saiba aplaudir as ações corretas e cobrar aquilo que estiver errado.

A torcida do Palmeiras assim espera. E desejamos sorte. E desejamos que também tenha bom senso para saber ouvir as criticas construtivas.

Adeus Maurício

Talvez o pior ou um dos piores presidentes deste século, com uma gestão covarde, omissa nos momentos ruins, vingativa. Termina 5 anos de mandato da gestão do Sr. Maurício Galiotte. Teve muita sorte quando encontrou perdido na Grécia o Sr. Abel Ferreira. Já vai tarde. Não deixará saudades.

Saudações Alviverdes!

***

Essa coluna é meramente opinativa. A opinião do autor não reflete necessariamente a opinião do site ou de seus colaboradores. As pessoas aqui citadas têm o direito ao mesmo espaço para se defenderem se assim acharem necessário.

302200cookie-checkOpinião: bem-vinda Leila; vai com Deus Galiotte

10 comentários em “Opinião: bem-vinda Leila; vai com Deus Galiotte

  • Marcelo Moreira
    novembro 22, 2021
    Responder
  • Renato
    novembro 22, 2021
    Responder
  • Eugenio Reynaldo Palazzi
    novembro 22, 2021
    Responder
  • Corneta3VV
    novembro 21, 2021
    Responder
  • Luiz Sérgio neto
    novembro 21, 2021
    Responder
    • Luiz Sérgio neto
      novembro 21, 2021
      Responder
  • Cayan Luigi
    novembro 21, 2021
    Responder
  • Lito
    novembro 21, 2021
    Responder
  • Danilo
    novembro 21, 2021
    Responder
  • Jose Roberto Tammaro
    novembro 21, 2021
    Responder

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *