A Glória Eterna – Parte 2

A Glória Eterna – Parte 2

dezembro 1, 2021 7 Opinião do Leitor , ,

– Obrigado pai! Eu te amo muito!

Duas e pouco da tarde, 27 de novembro de 2021. Num sol quase rondoniense, havíamos
acabado de subir as escadas do Estádio Centenário.

Ao final dos últimos degraus, uma entrada à direita e surge, imponente, o templo do futebol
uruguaio. Minutos antes conversávamos sobre ter sido ali a primeira final de Copa do Mundo da
história.

Enquanto eu tentava reconhecer as imagens do campo, bancada, estádio, observo pelas costas
meu moleque. Hoje já com 13 anos, quase do meu tamanho. Ele para, abaixa a cabeça, e num
gesto que o tempo me ensinou a reconhecer, leva a mão direita ao rosto.

Polegar e indicador apertam desordenadamente a base do nariz, entre os olhos, numa tentativa
tão desesperada quanto inútil de impedir o surgimento das lagrimas. Antes que eu conseguisse
processar tudo isso, ele gira, com olhos ja vermelhos. Com voz trêmula, me abraça e o choro flui.

– Obrigado pai! Eu te amo muito!

Choro junto, rápida e discretamente, num abraço apertado e cúmplice. Eu havia acabado de viver
um daqueles momentos que definem a felicidade. Momento passageiro, mas com efeito de uma
medicação de liberação prolongada. Eterno. A importância do jogo é enorme. Mas esses
segundos já faziam a viagem inesquecível. *

Estar com meu filho e bons amigos numa final de Libertadores era um sonho. Soltar esse grito de
campeão juntos seria maravilhoso.

Assim como entender esse agora adolescente como uma versão remodelada do que eu fui e
compreender tudo que este momento trazia. Um abraço mostrado a alegria de estar ali, de estar
ali ao meu lado, reconhecer o valor daquilo tudo.

Gratidão é uma coisa tão essencial, mas o termo foi meio banalizado não no seu significado, mas
no seu uso. Queria fugir deste lugar comum, mas não consegui.

Sentir a mesma coisa, ter referências parecidas, dividir bancadas. Esse é o jogo. E qualquer um
que é pai se realiza pela alegria dos filhos. Mas era além de ver meu filho feliz. Vivenciar a
gratidão ( olha eu de novo) de forma tão espontânea e intensa num coraçãozinho de 13 anos é o
ponto.

Ah.. o jogo. Isso todo mundo já sabe. A maior alegria de minha vida num estádio. Maior que 93 e
99 porque estava com meu filho. Maior que 2015 pelo adversário (quem mora em Rondônia
entende isso). Contarei esse dia aos meus netos, e Felipe aos seus, se papai do céu assim
permitir.

Gabi e Alessandra gritando no apartamento em São Paulo. Jessi com a familia em Porto Velho.
Festa verde do Uruguai para o mundo. Mas isso é do jogo.

Já choramos de alegria e de tristeza. Vitórias e derrotas. E ganhando ou perdendo, a vida
continua não mudará pelo resultado. Muda o humor.

Mas os segundos abraçados com um filho, olho no olho, isso importa. Se o momento é rápido, o
significado é para sempre. Abusando dos clichês, não é só futebol.

– Obrigado filho! Eu também te amo. Você é um garoto iluminado!

José Wilson Serbino Jr.

——

* Esse parágrafo foi pensado antes do início do jogo. Obviamente a vitória potencializou
esse sentimento. E, também, a cumplicidade.

** A coluna OPINIÃO é um espaço para o leitor expor sua ideia, visão, sua OPINIÃO sobre um assunto referente ao Palmeiras. O texto não reflete necessariamente a opinião dos colaboradores do 3VV e é de inteira responsabilidade do autor que assina.
Se você também quiser expor sua opinião mande seu texto para o email blov3VV@gmail.com ou mande um Whats para o 3VV em 11 91319-0630. Ela será analisada pelos nossos editores e se estiver de acordo com as políticas do Site será publicada.

303900cookie-checkA Glória Eterna – Parte 2

7 comentários em “A Glória Eterna – Parte 2

  • Walter Benvenuti
    dezembro 2, 2021
    Responder
  • Donato, o Lúcido
    dezembro 1, 2021
    Responder
  • Joacir Souza
    dezembro 1, 2021
    Responder
  • Ale Chiea
    dezembro 1, 2021
    Responder
  • Pinho
    dezembro 1, 2021
    Responder
    • Fabio Sgambato
      dezembro 1, 2021
      Responder
  • Jota
    dezembro 1, 2021
    Responder

Deixe um comentário para Pinho Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.