Opinião: começa 2022… E mirando em fevereiro

Opinião: começa 2022… E mirando em fevereiro

janeiro 2, 2022 2 Notícias, Opinião do Criscio

Por Vicente Criscio

Feliz Ano de 2022!

Saúde em primeiro lugar. Principalmente nesses tempos tão malucos.

Projetos pessoais e profissionais realizados.

E que o Palmeiras nos dê pelo menos algo próximo daquilo que sentimos no ano de 2021.

Podemos acreditar nisso?

Passada a ressaca das festas e das conquistas do ano que terminou o palmeirense começa a se perguntar sobre as contratações para o Mundial de fevereiro em Abu Dhabi. Desta vez com tempo para se preparar, para enfrentar o fuso horário, e com um adversário potencial – claro, falo do Chelsea sem menosprezar os demais – relativamente menos poderoso que os anteriores que passaram por essa competição, seria esse o momento do Palmeiras?

Óbvio que nossa história não se resume a um título – ainda que dessa magnitude. Mas as expectativas do palmeirense são altas. Quem tira da nossa cabeça que é o nosso momento?

O efeito Leila

Durante a campanha para a presidência do clube, sem concorrência da oposição, a então candidata não teve o trabalho de apresentar nenhum projeto ambicioso ou mesmo se comprometer com mudanças ou promessas de investimentos.

Logo após o título mágico de Abel e seus comandados em 27 de novembro no Estádio Centenário, Leila Pereira já havia sido eleita Presidente. No dia 15 de dezembro, pouco mais de duas semanas depois do épico título a Presidente tomou posse.

Em seus discursos – de posse, logo depois, na TV Palmeiras, e depois na coletiva – houve uma certa contradição em dizer em diferentes momentos que não ia faltar investimento para logo depois refazer a frase.

No seu primeiro recado no vídeo publicado na TV Palmeiras no dia seguinte à posse frisou que “vai lutar por um Palmeiras mais forte”. No mesmo vídeo “prometeu contratações, oxigenação” e que “não vai faltar investimento”.

Ou seja, logo no início subiu a barra das expectativas.

Logo depois na coletiva de imprensa já mudou um pouco. Em resposta a Rodrigo Frgoso da TNT sobre qual seria o Planejamento para o Mundial de clubes e quando o elenco estaria fechado, Leila respondeu mais ou menos o seguinte:

“A reapresentacao será dia 5 de janeiro. Dois jogadores já chegaram (referindo-se a Navarro e Lomba). Estamos em busca de mais jogadores. Em breve logo saberemos. Faremos o possível e o impossível para que o mundo seja tingido de verde. Mas não vai investir valores enormes. As inscriçoes são até 23 de janeiro, a confirmar). Até lá teremos novidade para irmos com toda força.”

E completou. “Sou jornalista e advogada. Ficam pedindo jogadores renomados. Calma. Por que. O objetivo é investir jogadores jovens que ofereçam retorno esportivo mas que deem retorno se previsar vender. Que também deem retorno financeiro.”

Discurso neutro, menos entusiasmado que nos dois dias anteriores, e que deu a linha: o objetivo é buscar jogadores jovens, promissores. Não parece ser trazer um “craque” pronto que custe valores acima do mercado.

O que vimos nas primeiras semanas

Saíram Felipe Melo, Willian e Jaílson. Alguns concordam outros não. Nem entremos no mérito sobre Felipe Melo. Os prós e contras numa decisão em Abu Dhabi são enormes. Mas é claro que aquela palavrinha lá no primeiro discurso “oxigenação” começou.

Houve uma promessa de terceiro jogador antes do fim do ano. Talves tenha sido Eduard Atuesta, volante colombiano que atuava nos Estados Unidos.

E nas mensagens atuais, o recado é sempre mais na linha da “austeridade” como essa mensagem de final de ano: https://3vv.com.br/2022/01/01/futebol-e-muito-caro-diz-leila-pereira-em-mensagem-de-ano-novo/

Ou seja, até agora, dia 2 de janeiro, 36 dias após o título de Montevideo duas contratações de jogadores para brigarem pela posição de titular. E Lomba para ser reserva de Weverton.

O alvo agora é Abu Dhabi em fevereiro

Olhando o copo meio cheio: pode ser que nos bastidores estão analisando e negociando bons nomes que não divulgam para não atrapalhas as negociações. Se for isso, ótimo.

O copo meio vazio: estamos falando muito nas redes sociais e fazendo pouco. Se for isso… ruim.

O elenco se reapresentará em 3 dias. Abel terá menos de um mês para preparar esse elenco para enfrentar os mexicanos e depois, quem sabe, os ingleses.

Duas partidas, as mais importantes dos últimos anos. Quem sabe, das últimas décadas.

Abel e esse elenco do jeito que está pode passar? Pode, claro que sim. Abel já deu provas que tira cartas da manga quando ninguém mais acredita nele.

Mas ajudaria termos mais cartas nesse baralho.

Teremos?

Saudações Alviverdes!

***

Essa coluna é meramente opinativa. A opinião do autor não reflete necessariamente a opinião do site ou de seus colaboradores. As pessoas aqui citadas têm o direito ao mesmo espaço para colocarem sua posição se assim acharem necessário.

308750cookie-checkOpinião: começa 2022… E mirando em fevereiro

2 comentários em “Opinião: começa 2022… E mirando em fevereiro

  • Lito
    janeiro 2, 2022
    Responder
  • Mário luiz
    janeiro 2, 2022
    Responder

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *