Botafogo e Cruzeiro: mais dúvidas do que certezas em relação à SAF

Botafogo e Cruzeiro: mais dúvidas do que certezas em relação à SAF

janeiro 14, 2022 0 Notícias

John Textor chega como o salvador do Botafogo (FOTO: VICTOR SILVA/BOTAFOGO)

Por Marcelo Moreira

Muita expectativa e reações iniciais distintas em relação aos dois gigantes do futebol brasileiro que foram “vendidos” neste começo de 2022. Apreensão e frustração dominam os cruzeirenses, enquanto os botafoguenses estão cada vez mais empolgados.

No Cruzeiro, os investidores liderados por Ronaldo Fenômeno in forma que encontraram terra arrasada e que precisam colocar tudo em ordem para sonhar com dias melhores. Por isso, cortes drásticos de despesa estão sendo realizados, com a dispensa de ídolos e cancelamento de contratos recém-assinados, como o de Jaílson, ex-goleiro do Palmeiras.

No Botafogo, houve festa quando da chegada do investidor americano John Textor ao Rio de Janeiro, recepcionado como se fosse um Garrincha ressuscitado. O gringo jamais imaginaria que seria tido como um Messias redivivo por uma das torcidas mais carentes do futebol brasileiro.

A transformação do clube em SAF (Sociedade Anônima do Futebol) passou com tranquilidade nas instâncias de decisão do clube e os pensamentos são muito mis do que otimistas. Não passam de desejos, mas mostram o quando a torcida aposta no clube-empresa para voltar a ser grande de verdade.

O presidente Durcesio Mello afirmou em entrevista ao Ge/Globo Esporte.com na sede de General Severiano que o clube terá R$ 100 milhões por ano, pelos próximos sete anos, para investir no futebol. Segundo o presidente, o valor será dentro dos R$ 200 milhões anuais que o americano John Textor se comprometeu a colocar no clube.

“Conseguimos botar um investimento mínimo de R$ 200 milhões no Botafogo na proposta vinculante, sendo metade disso no futebol”, afirmou o dirigente. “O que nos leva a outro nível em termos de investimento na Série A. É muito animador. Não acaba nesses R$ 400 milhões. Esse valor vai ser nesses três anos, mas depois ele vai continuar investindo, é óbvio, faz parte do negócio.”

Mello insiste que em um paraíso duvidoso. “Prazo de sete anos que está garantido (o investimento). Em sete anos, durante todo ano vamos ter R$ 200 milhões de investimento, sendo R$ 100 milhões no futebol. Mínimo.”

Claro que um clima extremamente favorável inspira e projeta tempos melhores, mas a grande festa feita por torcedores na frente da sede do clube, na noite de quinta-feira (13), com fogos de artifício e batucada de escola de samba parece ser um exagero típico de gente outrora desesperançada. Ainda há mais dúvidas do que certezas em relação ao dia a dia da SAF, e o Cruzeiro é o maior exemplo disso.

310570cookie-checkBotafogo e Cruzeiro: mais dúvidas do que certezas em relação à SAF

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *