Trabalho exemplar na base começou em 2015

Trabalho exemplar na base começou em 2015

janeiro 25, 2022 0 Categorias de Base, Notícias

Bicampeão mundial sub-17, pentacampeão paulista sub-20 e uma tonelada de outras conquistas na base. Como pode um time vencedor e multicampeão e vencedor fracassar seguidamente na Copa São Paulo e demorar para ganhá-la?

É a mais importante competição da base brasileira? Talvez seja. É a mais charmosa e com maior visibilidade? Possivelmente sim. É a mais difícil? Não é. Mas a obsessão palmeirense pelo título faz todo o sentido.

Marília, Juventus, Portuguesa, Santo André, Etti Jundiaí (Paulista), América-MG, Roma Barueri (????) e outros times com menos tradição e potência ganharam a Copinha. Como a gente deixou escapar esse título em 52 anos?

Missão cumprida, é hora de louvar e elogiar muito a base palmeirense. Virou um celeiro de grandes promessas e de nomes que certamente brilharão no time principal. Que Abel Ferreira tenha a sabedoria de enxergar o potencial e aproveitar em vez de gastar milhões em jogadores veteranos que pouco acrescentam.

Desde 2015, quando houve reformulação total da administração, do futebol profissional e da base, o Palmeiras se tornou uma potência ao revelar jogadores.

O sub-20 é o atual pentacampeão paulista, feito inédito na história do clube. A última conquista foi confirmada em dezembro, contra o Mirassol.

Em 2017, o time tinha Daniel Fuzato, Pedrão, Fernando e Leo Passos entre os destaques. Nos anos seguintes, alguns dos campeões pelo Verdão no Paulistão da categoria foram Luan Candido, Esteves, Papagaio, Gabriel Menino (em 2018), Gabriel Veron, Gabriel Silva, Alan, Patrick de Paula (2019), Pedro Bicalho, Vanderlan e Kevin (em 2020).

Das revelações mais recentes, o clube já lucrou com as vendas de Daniel Fuzato (R$ 2,2 milhões da Roma, da Itália), Luan Candido (R$ 35 milhões do RB Leipzig, da Alemanha) e Fernando (R$ 21,6 milhões do Shakhtar Donetsk, da Ucrânia), entre outros.

Clique aqui para ler mais sobre o brilhante trabalho da base palmeirense na coluna de Paulo Vinícius Coelho no site Ge/Globo Esporte.com

Para ficar apenas no sub-20, uma rápida listinha de títulos:

  • Campeonato Brasileiro (2018)
  • Copa do Brasil (2019)
  • Copa Santiago (2018 e 2020)
  • Copa RS (2018)
  • Torneio de Bellinzona, na Suíça (2016 e 2017)
  • Aesch Turnier, na Suíça (2019)
  • Terborg Toernooi, na Holanda (2018 e 2019)
  • CEE Cup, na República Tcheca (2018 e 2019)
312120cookie-checkTrabalho exemplar na base começou em 2015

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.