Abel descarta uso frequente de campeões da Copinha e quer novo CT

Créditos: Cesar Greco

Abel descarta uso frequente de campeões da Copinha e quer novo CT

janeiro 27, 2022 0 Categorias de Base, Notícias

Abel Ferreira orienta contra a Ponte Preta: campeões da Copinha devem ser pouco utilizados (Foto: Cesar Greco)

Por Marcelo Moreira

O discurso de Abel Ferreira no reinicio das atividades não poderia ser mais conflitante e desencontrado com o da nova administração, ainda mais às vésperas do Mundial de Clubes. Enquanto Leila Pereira, a presidente, tenta se equilibrar diante de cobranças exageradas, o técnico acende mais polêmicas.

Embora estivesse certo, abusou das ironias quando descartou Endrick, de 15 anos, no Mundial. “Acho melhor o clube pagar uma passagem para a Disneylândia para ele, é hora de brincar, é um adolescente.” Não precisava.

Após a vitória fácil sobre a Ponte Preta por 3 a 0, desvalorizou o elenco campeão da Copa São Paulo 2022 ao dizer que acha difícil usar algum jogador daquele time. E ainda sugeriu vender algum jovem para investir em um centro de treinamento para a base, como se a estrutura atual, que é muito boa, não servisse. Foi muito mal o treinador, mis uma vez.

As acomodações em Guarulhos são muito boas e há planos para a expansão, com um projeto pronto para reformar o CT aquele, com hotel com 132 ocupações e uma estrutura que se aproxima com a do Centro de Excelência na Academia de Futebol. A queda de receitas durante a pandemia fez com que o clube não iniciasse as obras.

A sugestão caiu mal porque dá a entender que o time foi campeão e revela jogadores APESAR da estrutura, como se ela não fosse adequada. Uma declaração absurda e sem sentido.

Ao descartar os garotos da base campeã., indica que pretende continuar com medalhões que não são muito melhores do que garotos como o próprio Vanderlan, Garcia, Giovani, Naves, Gabriel Silva e Pedro Bicalho, por exemplo. u seja, está empurrando esses jovens jogadores para fora do clube.

A conversa é enganadora, já que sobram elogios ao trabalho na base. “A base tem gente muito competente, diretores extraordinários, o João (Paulo Sampaio, coordenador) é de competência extraordinária. Sei do trabalho que fazem. Tem que ter calma e paciência. Bicalho fez dez ou 12 jogos com a gente, Fabinho também, Vanderlan, Garcia, Gabriel (Silva) tiveram a chance de jogar, deram uma resposta extraordinária no ano passado, ganharam casca. Há presente e tem futuro. Tem um jogador extraordinário, o Endrick, com 15 anos, com o potencial que tem. Mas vamos com muita calma.”

Pelo menos temos de elogiar a sinceridade e a transparência do português, por mais que isso possa trazer problemas em vários aspectos. “Vai ser muito difícil eles jogarem no time principal agora, com regularidade. Temos o Endrick, o Giovani, Jhonatan, mas temos também o Veron, que foi eleito o melhor jogador do mundo no sub-17, o Wesley, são jogadores da formação, temos Patrick, Menino, Vinicius, Renan… Veem como é difícil jogar nesse time. Com o tempo eles vão ter espaço, mas para jogar de forma regular vai ser muito difícil.”

312880cookie-checkAbel descarta uso frequente de campeões da Copinha e quer novo CT

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.