Fuso horário e pouco tempo de treinamento, os grandes inimigos

Créditos: CESAR GRECO

Fuso horário e pouco tempo de treinamento, os grandes inimigos

fevereiro 4, 2022 0 Notícias

Elenco descansa no segundo dia de treinos em Abu Dhabi (FOTO: FABIO MENOTTI/PALMEIRAS)

Na esteira do que Raphael Veiga disse em sua entrevista coletiva nos Emirados Árabes, os jogadores do Palmeiras começam, timidamente, a expor alguns problemas enfrentados no Mundial de Clubes do Catar, em 2021 (edição 2020). O que era evidente agora é admitido mais abertamente por quem esteve no Catar.

Sim, foi um vexame não marcar gols, perder para um time mexicano comum e não conseguir vencer um time do Egito que só se defendeu (ainda que o tenha feito bem). Os jogadores do Palmeiras andaram em campo nos dois jogos e não apresentaram nem uma fagulha do que podiam.

O fuso horário foi o maior inimigo, além da pressa em ter de embarcar pra o Catar dois dias depois da final da Libertadores, sem tempo para descansar ou de folga, como é de praxe. Assim como no Catar, os Emirados Árabes estão sete horas à frente do horário de Brasília.

“Às vezes, ia dormir 3h da manhã, 4h da manhã, tinha de tomar remédio para tentar dormir e às vezes não dormia. Estava até me sentindo meio drogado por tomar tanto remédio (risos)”, disse Rony em recente entrevista ao SporTV e ao Ge/Globo Esporte.com. “A gente sabe que não teve preparação, a gente jogou a final da Libertadores e em dois ou três dias viajamos. A preparação foi lá, mas não deu tempo de se adaptar ao fuso horário.”

Houve também problemas de adaptação ao clima mais seco e ao estádio, com um gramado diferente. Como consequência das dificuldades com o fuso horário, a alimentação foi toda comprometida e o organismo dos jogadores não respondeu a tempo.

Pelo que Rony e Veiga dizem, a situação agora é completamente diferente. Houve planejamento minucioso em todos os sentidos. Os jogadores descansaram física e mentalmente, depois de um período de férias necessário e esperado.

Se, por um lado, a pressão por um bom desempenho aumentou muito, por outro lado há mais confiança e um entendimento melhor do que é o torneio e as condições que são impostas. As perspectivas parecem ser muito boas, ou ao menos melhores que as oferecidas no ano passado.

314330cookie-checkFuso horário e pouco tempo de treinamento, os grandes inimigos

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.