A mídia esportiva continua a atacar o Palmeiras

A mídia esportiva continua a atacar o Palmeiras

fevereiro 25, 2022 13 Notícias, Opinião do Leitor

Por Marcos Donato

Palestrinas e Palestrinos. Como já é praxe desde 1914, mais uma vez, a “mídia esportiva” se volta contra a Sociedade Esportiva Palmeiras, desta vez, na pessoa do nosso treinador, Sr. Abel Ferreira. Os artistas da vez são os elementos que respondem pelos nomes de Neto e Menon.

Vamos falar sobre o primeiro. Puxando aqui pela memória, começou a carreira no Guarani em 1983. Fez um bom Campeonato Paulista pelo Bugre em 1985. Nos anos de 86 e 87, perambulou, por empréstimo no Bangu e no Trikas (São Paulo).

Em 1988, voltou para o Guarani, onde era coadjuvante em um time que tinha Vagner Bacharel, Ricardo Rocha, Paulo Isidoro, Boiadeiro e o gigante EVAIR. No ano de 89, desembarcou no PALMEIRAS, onde teve desempenho mediano.

Em seguida, foi negociado com um clube que, até então, sequer sabia o que era ser campeão de torneio nacional (apenas para situar os estimados leitores, para efeito de comparação, no mesmo período, já havíamos conquistado 6 títulos nacionais e o Mundial).

Neste clube, que fica na zona leste de São Paulo, conquistou o único título relevante de sua carreira: um campeonato brasileiro em 1990. Esta conquista, inclusive, foi causa de confusão mental em muitos “jornalistas”, que passaram a acreditar que o futebol começou a partir daí. Enfim…

Voltando ao ex-jogador em questão, depois desta conquista, o mesmo entrou em uma profunda decadência, chegando ao cúmulo de cuspir no rosto do árbitro José Aparecido de Oliveira, durante um Derby em 1991 – após ser expulso por uma entrada criminosa, que poderia ter lesionado seriamente o grande César Sampaio.

Em 1993, após assistir, em local privilegiadíssimo, o massacre de 12 de junho de 1993 (Palmeiras campeão paulista), deixou o clube da zona leste e perambulou por vários times, até encerrar melancolicamente sua carreira, sabe-se lá quando e onde.

Atualmente, vomita asneiras em um programa vespertino, que mais parece um monólogo de suas idiotices. É tão cretino que se julga “craque”.

Precisa aprender que craques são jogadores do naipe de Jair da Rosa Pinto, Ademir da Guia, Leivinha, Evair, César Sampaio, Djalma Santos…

Ontem (24), ao ofender a mãe do nosso treinador, com gestos e vocabulário chulos, ultrapassou todos os limites da falta de educação e ética profissional. Inadmissível mas, em se tratando do indivíduo em questão, não me surpreende.

Agora vamos dissertar sobre o elemento que responde pelo nome Menon. Não sei da história do mesmo. Apenas sei que tem uma coluna em um site decadente, que mais parece revista de fofoca.

O citado é um dos que faz o tipo “paladino da justiça”. Fala em liberdade de expressão, democracia, e blá blá blá. Mas, ao ser confrontado com opiniões diferentes da sua, age como um “ditadorzinho”, tentando desqualificar a opinião alheia.

Ainda por cima, fala que nunca ganhou um tostão do Palmeiras. Será mesmo? Eu acho que ganhou, pois fala do Palmeiras para ter audiência e ter seus ganhos. Chega a ser patético. Tão ridículo quanto Juca Kfouri, Renato Mauricio Prado, Mauro Cesar Pereira e outros, que sequer vale a pena mencionar.

Infelizmente, são raros os comentaristas e jornalistas decentes da mídia esportiva. A massacrante maioria é constituída por profissionais incompetentes, clubistas e mal intencionados, que tentam, a todo custo, plantar crises nos clubes tidos como “inimigos” da imprensa, onde o Palmeiras é o principal alvo.

O maior castigo que podemos infringir a essa turma é a ausência de nossa audiência. É deixa-los no vácuo. Ignorarmos solenemente esses vermes. Não alimentá-los para que morram de inanição, no mais profundo ostracismo.

Saudações Palmeirenses.

** Este texto não reflete necessariamente a opinião do site 3VV

317650cookie-checkA mídia esportiva continua a atacar o Palmeiras

13 comentários em “A mídia esportiva continua a atacar o Palmeiras

  • Cayan Luigi
    fevereiro 26, 2022
    Responder
  • Mario La Regina
    fevereiro 26, 2022
    Responder
  • Lucas Peschke
    fevereiro 26, 2022
    Responder
  • João Roberto
    fevereiro 26, 2022
    Responder
  • Fernando Romao
    fevereiro 26, 2022
    Responder
  • Fernanda
    fevereiro 26, 2022
    Responder
  • Diego Portes
    fevereiro 26, 2022
    Responder
  • Riccardo Savio
    fevereiro 26, 2022
    Responder
  • Lito
    fevereiro 26, 2022
    Responder
  • Marina
    fevereiro 26, 2022
    Responder
  • Victor
    fevereiro 26, 2022
    Responder
    • Mario La Regina
      fevereiro 26, 2022
      Responder
  • Alfredo Carrieri
    fevereiro 25, 2022
    Responder

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.