Goleada na Venezuela compensou pesadelo logístico, disse João Martins

Créditos: Cesar Greco

Goleada na Venezuela compensou pesadelo logístico, disse João Martins

abril 7, 2022 0 Libertadores 2022, Notícias

João Martins dirigiu o time na Venezuela (FOTO: CESAR GRECO/PALMEIRAS)

A fácil vitória de 4 a 0 sobre o Deportivo Táchira, na Venezuela, escondeu uma série de dificuldades que o Palmeiras teve para se preparar para a estreia na Libertadores 2022. Por isso o assistente técnico João Martins rechaçou a afirmação de que o jogo foi em “ritmo de treino”.

Abel Ferreira não ficou no banco por conta da expulsão no segundo jogo da Recopa Sul-Americana, contra o Athletico Paranaense. Martins dirigiu o time e ficou satisfeito com o desempenho do time misto escalado.

“Para nós este jogo era muito complicado de preparar, tivemos um jogo decisivo domingo, sabíamos da dificuldade que iríamos passar, sabíamos que iríamos enfrentar uma equipe que ia nos criar dificuldades principalmente no setor defensivo, sabíamos que não poderíamos sofrer primeiro (o gol). Os jogadores tiveram um comportamento bom desde o primeiro segundo”, disse o auxiliar.

Trabalhar no Brasil com o calendário apertado tem, sido um aprendizado para a comissão técnica portuguesa. “Para preparar o jogo de hoje (quarta) tivemos de treinar às 7h de terça-feira, a viagem durou 9h. Para ter esse rendimento precisamos preparar a equipe”, disse Martins. “Sabíamos que íamos encontrar alguns espaços no contra-ataque e nas costas do médio, sabíamos que tínhamos de preparar as transições do Táchira, tentamos de forma simples passar essas informações.”

Martins procurou conter qualquer tipo de empolgação pela facilidade que a equipe encontrou na Venezuela, mas admite que o objetivo é fazer 100% dos pontos na primeira fase.

“Há dois anos conseguimos o primeiro lugar (geral), e no ano passado o segundo. Isso nos obrigou a jogar a segunda semifinal fora de casa (contra o Atlético-MG). Sabemos da importância do segundo jogo em casa”, comentou. “Nos seis jogos da primeira fase temos de conseguir o máximo de pontos, o máximo de gols. Isso faz com que a equipe tenha o pé no acelerador. Nosso objetivo é jogo a jogo. Já ganhamos um e agora faltam cinco.”

324430cookie-checkGoleada na Venezuela compensou pesadelo logístico, disse João Martins

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.