Vencemos porque usamos bem todos os caminhos, diz Abel

abril 23, 2022 0 Uncategorized

Abel ficou satisfeito com a produção ofensiva do time (Foto: Cesar Greco/Divulgação)

A satisfação de Abel Ferreira era evidente, com seu sorriso de superioridade aberto e olhando os jornalistas por cima. parecia vingado das críticas, algumas pertinentes, a respeito da ineficiência e da dificuldade que o time demonstrou nas duas primeiras rodadas em envolver o adversário e acertar a maioria dos passes.

O técnico do Palmeiras louvou a ótima partida contra o Corinthians e afirmou que o placar foi pequeno perto do que a sua equipe criou o jogo inteiro.

“Nós temos três rotas de ataque, desde o primeiro dia aqui já disse. Ou vamos por dentro, ou por fora ou em profundidade. Hoje fomos de todas as maneiras. Fizemos um jogo muito bom, criamos oportunidades, fizemos três e poderíamos ter feito mais”, disse o treinador.

Os jogadores mais uma vez foram exaltados por conseguirem manter a intensidade e a pressão, com muito boa técnica, mesmo com o calendário apertado e jogos em seguida. E o calendário foi criticado mais uma vez, mas, pelo menos, não serviu como desculpa, como ocorreu contra o Ceará.

Taticamente o Palmeiras não deu chances ao adversário (Foto: Cesar Greco/Divulgação)

“Não temos tempo para treinar, temos tempo para recuperar”, reclamou Abel. “Vou ter que começar a ser mais curto nas conferências de imprensa. Falo seis vezes por semana: duas com Goiás, duas com Flamengo e agora estou a falar duas. Minha saúde está completamente alterada, tenho de ter muito cuidado porque a parte física e mental é determinante.”

Um ponto apenas destoou na entrevista após o jogo contra o Corinthians: o “pito” na torcida por conta dos gritos de “olé” depois do terceiro gol. Abel está a caminho de completar dois anos no Palmeiras e já deveria saber dos hábitos das arquibancadas, principalmente contra o Corinthians. Esse tipo de reprimenda é desnecessário, além de inútil.

“Eu quero que nossos torcedores a apoiar a equipe, quando o Zé faz aqueles cortes, quando fazemos gol, festejar. Olhar para nossa equipe. Para mim o “olé” é faltar respeito com o adversário. Nós precisamos de todos os adversários. Quanto melhor for nosso adversário mais vamos encher o estádio”, disse Abel.

328570cookie-checkVencemos porque usamos bem todos os caminhos, diz Abel

Deixe uma Resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.